Saiba o que é tráfego orgânico e como obter mais acesso com essa estratégia!

ArtigosCategory
8 min read
Rafael Queiroz Bastos

Saber o que é tráfego orgânico é algo crucial para qualquer estratégia de marketing digital ou SEO (Search Engine Optimization). Além disso, é importante também entender esse conceito para diferenciá-lo do tráfego pago e, assim, apostar em ações mais assertivas e resultados expressivos.

Você sabia, por exemplo, que 53,3% de todos os acessos de sites ativos na internet surgem de forma orgânica, segundo o Bright Edge

E mais: ainda segundo o mesmo relatório do Bright Edge, 68% das experiências online iniciam com uma pesquisa em uma ferramenta de busca, como o Google, Yahoo, Bing, dentre outros.

Os números são implacáveis em demonstrar a importância de investir em estratégias de tráfego orgânico e SEO, não é verdade?  

É tão importante quanto saber o que é tráfego orgânico, é também saber como mensurá-lo e consultar seus números, a fim de entender de fato como o seu público chega até o seu site e poder alinhar melhor a trajetória de seus leads e clientes!

Mas, afinal, o que você deve fazer para melhorar seus resultados nesse tipo de estratégia? Qual a diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago? Confira nosso guia até o fim para entender tudo direitinho!

O que é tráfego orgânico?

Ter algumas dificuldades para entender o que é tráfego orgânico é comum, principalmente para quem está começando agora a apostar em estratégias digitais de divulgação.

O tráfego orgânico é aquele obtido por meio de um usuário que visitou seu site de forma espontânea por meio de um mecanismo de busca, como Google, Yahoo, dentre outros. 

O mais legal por trás do tráfego orgânico é que ele geralmente reflete um público que chegou até sua marca por legítimo interesse e pela relevância do conteúdo. O retorno disso pode ser uma maior taxa de conversão de leads qualificados e, consequentemente, um maior retorno em vendas.

Por exemplo, as pessoas que fazem vendas de produtos como afiliados costumam utilizar bastante o marketing orgânico, já que o custo benefício pode ser maior. A atenção deve ser com a qualidade dos produtos, para que atraia a atenção do público de verdade.

Há também o tráfego direto, que ocorre quando um visitante acessa o seu site sem passar por nenhuma outra página. Este também não deixa de ser orgânico, afinal, não há um investimento claro e direcionado para que alguém acesse seu site dessa maneira.

Qual a diferença de tráfego pago e tráfego orgânico?

Afinal, qual a diferença de tráfego pago e orgânico? Resumidamente, o tráfego orgânico é aquele gerado sem envolvimento com nenhum tipo de investimento direto, como é o caso da mídia paga do Facebook, LinkedIn ou Google Ads, por exemplo. 

Normalmente os visitantes orgânicos vêm por meio dos conteúdos encontrados após procurar por alguma palavra-chave específica em mecanismos de busca. Portanto, Google, Yahoo e Bing são uma das principais fontes de tráfego orgânico. 

Por sua vez, os visitantes de tráfego pago foram adquiridos por meio um anúncio em destaque nos resultados de pesquisa ou por meio da navegação do usuário. Quando você faz uma pesquisa no Google, eles geralmente aparecem no topo dos resultados e com um destaque de “anúncio”.

Como medir o tráfego orgânico?

Além de saber o que é o tráfego orgânico, é necessário ter conhecimento a respeito das ferramentas para mensurá-lo. Dessa maneira, você poderá ter tanto controle dele quanto tem das mídias pagas, caso já façam parte da sua estratégia.

A origem das visitas é um dos principais pontos para entender se o seu visitante veio de maneira orgânica ou por meio de mídias pagas.

Por meio do Google Analytics, por exemplo, você pode saber se a visita foi originada por um clique em um e-mail marketing, em um link colocado em um artigo de blog ou em blogs parceiros e em buscadores (inclusive com detalhes sobre as palavras-chave buscadas), sem falar nas mídias pagas, que também serão mapeadas. Assim você pode excluir o que não for orgânico de sua análise.

Para ser ainda mais preciso, o ideal é utilizar parâmetros UTM nos links que compartilhar em seus conteúdos.

O que são parâmetros UTM?

Ao serem adicionados da maneira correta no link, os parâmetros UTM permitem saber, com precisão, detalhes sobre a origem das visitas de seu site. É possível, então, verificar qual conteúdo, seja um artigo de blog ou um e-book, está gerando mais visitas, e qual link atrai mais cliques.

Na verdade, qualquer URL que leve o usuário para o seu site pode ser monitorada com UTM, até mesmo imagens! Mas vale um cuidado: toda vez que um usuário acessar o seu site por um link com esses parâmetros, o Analytics irá identificá-lo como uma nova visita, então é uma boa ideia cruzar dados para ter o número exato de acessos, ok?

Um link com UTM é apresentado da seguinte maneira:

Os pontos principais são:

  • source: qual é o canal? Twitter, e-mail, LinkedIn, blog?;
  • medium: a mídia — redes sociais, um material rico, um artigo para blog?;
  • content: no que exatamente o usuário clicou? Você pode detalhar o link, com parte da palavra-âncora, por exemplo;
  • campaign: se você está dividindo a sua estratégia em campanhas, fases de ação, para qual delas você quer que esse link meça o tráfego?

Há também um outro ponto, o “term”, mas é mais usado para identificar as palavras-chave de campanhas pagas, o que não é de grande utilidade para fazer estudos de tráfego orgânico.

Quais são os benefícios de investir em marketing orgânico?

Agora que você já entendeu o que é tráfego orgânico e como medi-lo de maneira mais precisa, é importante saber por que ele é bom para o seu site. Veja algumas vantagens:

Investimento com resultados em longo prazo

Quando você coloca uma certa quantia para rodar uma campanha de mídia paga, logo após acabar o período de vigência ou o investimento, ela será totalmente pausada. Ou seja, a campanha paga, apesar de eficiente, só te atende durante o tempo em que está sendo mantida com pagamentos periódicos.

No caso do tráfego orgânico, que claro, não é exatamente “grátis”, você investirá em alguns detalhes fundamentais para você aumentar as visitas do seu site. 

Mas como ganhar com tráfego orgânico? Para isso, você vai precisar investir na criação de um bom site, um blog, talvez alguma ajuda de uma agência para potencializar o SEO, ou até fazer você mesmo a sua estratégia. Porém, o que importa é que esses investimentos trarão resultados por muito tempo, mesmo após serem finalizados!

Visibilidade e relevância

Oferecer conteúdos de qualidade em seu blog e trabalhar com palavras-chave boas também é fundamental para quem quer aprender como aumentar o tráfego orgânico. 

Assim, você conseguirá aumentar seu número de visitas e os buscadores entenderão que você deseja agregar informação e mais conhecimento ao público. Isso faz com que você ganhe posições no page ranking e aumenta a credibilidade de sua empresa.

Além disso, um bom conteúdo gera uma sensação diferente no usuário, pois ele não verá aquilo como uma tentativa de vender, mesmo que para você, dentro de estratégias de inbound, com funil de vendas e personas, ele seja!

Mas, afinal, será que o tráfego orgânico é melhor que o tráfego pago? Não necessariamente! Tudo depende da sua estratégia de marketing digital e de inúmeros contextos de negócio. 

Há situações em que um pode ser melhor que o outro e vice-versa. E, na maioria dos casos, uma combinação dessas duas estratégias pode ser o segredo do sucesso.

E se você quiser contar com as duas, o Pacote de Marketing Digital é a ferramenta certa para você se posicionar melhor e prosperar no universo digital. Essa plataforma simples e intuitiva contempla essas duas possibilidades, além de garantir que sua marca marque presença em canais diversos, como e-mail, redes sociais e buscadores de pesquisa.

Comece gratuitamente agora mesmo!

Gostou de saber um pouco mais sobre o que é tráfego orgânico e como entendê-lo melhor pode ajudar seu site? Então, confira este vídeo que a GoDaddy preparou para você:

Produtos Utilizados

SEOLearn more