O que é Internet das Coisas? Veja vantagens e desvantagens!

ArtigosCategory
6 min read
Rafael Queiroz Bastos

As vantagens e desvantagens da Internet das Coisas (IoT ou  Internet of Things) vêm sendo um tema corriqueiro, à medida que essa nova realidade tecnológica consolida-se cada vez mais no nosso dia a dia. 

Apesar de ainda estar dando seus primeiros passos, a IoT parece uma tendência irreversível, visto que as pessoas passam mais tempo conectadas, ao passo que os custos para o desenvolvimento de tecnologias assim tornam-se mais acessíveis.

Em especial, a Internet das Coisas, desde sua concepção em 1999, consiste na ideia de interconectar dispositivos diversos para trazer mais eficiência e flexibilidade ao cotidiano de pessoas, comunidades e empresas.

 

Nesse conteúdo, falaremos sobre as vantagens e desvantagens da Internet das Coisas para seus usuários. Mas, antes disso, vamos nos aprofundar um pouco mais no conceito por trás dessa tendência de IoT. Vem com a gente! 

O que é Internet das Coisas?

Afinal, qual é o conceito da Internet das Coisas? A IoT (Internet of Things) consiste na interconexão de diversos dispositivos pela rede mundial de computadores, com o objetivo de otimizar processos, automatizar ações e tornar mais eficiente e agradável o cotidiano dos seus usuários.

A ideia aqui é que um sistema complexo e interconectado de dispositivos funcione sem a necessidade de uma ação humana direta. Cada item integrado a IoT terá a capacidade de coletar informações e responder a estímulos de forma automatizada e espontânea.

Apesar de parecer recente, esse termo foi cunhado no ano de 1999 pelo cientista pioneiro Kevin Ashton, que pela primeira vez conectou objetivos físicos com a internet por meio de um sistema de sensores. 

Portanto, para entender o que é Internet das Coisas, é preciso colocá-la em perspectiva na linha temporal do desenvolvimento da internet. 

Se, até anos atrás, a internet era uma ferramenta pensada prioritariamente para aprimorar a comunicação e conectar pessoas, esse novo conceito a enxerga como um recurso para também conectar objetos e criar sistemas autônomos e mais eficientes.

E quais são os dispositivos da IoT? Siga conosco para conferir.

Internet das Coisas: como funciona?

Para entender como funciona a Internet das Coisas, é fundamental identificar como e quais objetos se interconectam para otimizar tarefas e facilitar a vida de comunidades e empresas.

São vários os dispositivos que podem compor esse ecossistema, como:

  • smartphones;
  • relógios;
  • carros;
  • máquinas de lavar;
  • caixinhas de som;
  • cafeteiras; 
  • ar-condicionados;
  • geladeiras;
  • lâmpadas; 
  • e por aí vai.

Sabe quando você pede para a Alexa tocar uma música no Spotify, por meio de um comando de voz? E quando você solicita que ela desligue a luz ou o ar-condicionado? Esses são exemplos de IoT na prática.

No meio automotivo, por exemplo, a Tesla vem investindo em carros autônomos que levam o passageiro ao destino com apenas o clique de um botão.

Em outra situação, você pode conectar uma cafeteira inteligente com o alarme do celular. Dessa forma, ao acordar, a cafeteria já receberá o estímulo do smartphone e começará a preparar o café automaticamente, de modo que você não perca tempo e torne sua rotina pela manhã mais tranquila.

Internet das Coisas: vantagens e desvantagens

Finalmente, quais são as vantagens e desvantagens da Internet das Coisas? De forma resumida, a principal vantagem por trás da IoT é a otimização e automatização de tarefas por meio de sistemas e objetos interconectados. 

O propósito é que várias ações que demandam tempo ou dinheiro não precisem mais de intervenção humana e possam se concretizar por conta própria, por intermédio da tecnologia.

Entre as desvantagens, o que mais coloca uma “pulga atrás da orelha” de desenvolvedores e usuários é a questão da segurança de dados. Afinal, com tantos dispositivos conectados e sistemas tão complexos, será que estamos mesmos seguros?

Logo adiante, vamos falar um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens da Internet das Coisas!

Vantagens da IoT

Falamos acima de como a eficiência na execução de tarefas e a diminuição da intervenção humana nos processos são as principais virtudes da Internet of Things. Mas com esses princípios aplicam-se na prática?

  • Monitoramento remoto: sensores podem ligar o ar-condicionado de maneira automática quando o proprietário ainda está a caminho de casa. Empresas também podem fazer o monitoramento remoto de processos e sistemas sem ter funcionários por perto.
  • Automação de dados: dispositivos funcionam com base na inteligência de dados para trazer respostas esperadas conforme estímulos específicos, o que reflete em medidas para agilizar tarefas e promover a melhoria da qualidade de vida.
  • Eficácia na tomada de decisão: a grande quantidade de dispositivos conectados presume uma excelente capacidade de armazenamento de dados para tomadas de decisões. Carros interconectados, por exemplo, podem dar dados extras a outros motoristas para que eles fujam do trânsito e escolham o melhor caminho.

Desvantagens da IoT

Quando você navega normalmente pela internet, via navegador do notebook ou smartphone, seu dispositivo está sempre vulnerável a ataques de vírus e outros invasores com o objetivo de roubar seus dados ou manipular seu equipamento.

Imagine, então, quando diversos dispositivos estão interconectados por uma complexa rede de compartilhamento de dados? Não é por acaso que a segurança da informação é a preocupação número um das mentes por trás da IoT.

Enquanto medidas mais inovadoras e robustas de segurança de dados e proteção contra malwares não são tomadas, esse problema continuará sendo a grande desvantagem para a plena implementação da Internet of Things. 

E aí, entendeu quais são as vantagens e desvantagens da Internet das Coisas e como essa nova tendência está mudando o funcionamento do nosso cotidiano? 

Se você deseja aprender ainda mais sobre tecnologia e transformação digital, continue acompanhando todas as novidades do blog da GoDaddy

Para além da Internet das Coisas, aqui nós falamos de desenvolvimento web, marketing digital, segurança da informação e outras tendências do mundo da tecnologia. Até a próxima!