10 dicas de copywriting para otimizar seus conteúdos!

ArtigosCategoria
Tempo de leitura:13 min
Rafael Queiroz Bastos

Todo mundo sabe da relevância do design para a comunicação de uma marca, mas uma outra parte tão importante quanto é a parte escrita. Diante disso, é fundamental ficar ligado nas últimas tendências e dicas de copywriting para entregar uma mensagem clara ao seu público. 

Afinal, enquanto prepara um design, você precisa se preocupar com as palavras que estarão ao lado, abaixo e dentro do seu anúncio ou página comercial, não é verdade? Pois isso vai ajudar a qualificar sua comunicação e orientar a mensagem aos seus alvos no mercado.

Lembre-se: uma imagem bonita não funciona por si só e precisa de um bom copywriting para funcionar!

Por exemplo, pense em uma plataforma de imagens, como o Instagram. As pessoas frequentemente aprimoram seus conteúdos com uma legenda escrita debaixo de cada post. 

Afinal, convergir esse texto com seu branding visual torna sua mensagem bem mais impactante – especialmente para o público que prefere ler o complemento textual para mais detalhes do conteúdo. Isso pode, inclusive, dar aquele empurrãozinho para que o usuário tome uma decisão. 

Um anúncio de sucesso maximiza o potencial tanto de imagens quanto de palavras 

 Essa conjunção de fatores cria uma mensagem assertiva que evoca um sentimento particular no público-alvo. O alinhamento entre a arte visual e o texto forma a estrutura central da publicidade tradicional.

10 Dicas de copywriting para impulsionar sua estratégia de conteúdo

Agora que já estabelecemos a importância da redação para a comunicação das marcas, chegou a hora de desenvolver boas habilidades de redação para site.

Portanto, foi pensando em todos esses fatores que separamos 10 dicas de copywriting fundamentais para otimizar a comunicação da sua marca com sua audiência. Confira o conteúdo até o fim e saiba mais!

1. Crie um arco narrativo

Como qualquer boa história, a redação funciona melhor quando há a presença de um arco narrativo. Uma newsletter, por exemplo, deve conter um início, meio e fim. 

O mesmo vale para um blog post ou até mesmo para uma legenda de Instagram. Por exemplo, pense nessa estrutura da seguinte maneira:

  • Começo: uma introdução para guiar sua audiência ao tema do conteúdo
  • Meio: contem o que é  importante para o tema de forma objetiva
  • Fim: uma conclusão que conecta todas as etapas do texto e deixa um sentimento de satisfação e inspiração para a audiência.

Desenvolver sua redação dessa maneira ajuda a desenhar um significado que realmente vai atingir o público-alvo que está lendo o conteúdo. 

Outro conceito muito famoso que pode guiar seu arco narrativo é a trajetória do herói, método narrativo clássico identificado por Joseph Campbell que também pode ser transposto para o marketing digital.

Nesse contexto, o leitor percorrerá um caminho similar ao da jornada do herói. Em uma analogia resumida, esse caminho será percorrido por meio da: 

  • descoberta de um problema; 
  • entendimento desafios que ele deverá percorrer para solucionar essa questão;
  • encontro com um mentor ou aliado que vai ajudá-lo;
  • e a utilização da solução que vai garantir a vitória em relação ao problema.

Em suma, o conteúdo deve fazer ele ter consciência da sua dor, mostrar como resolvê-la e guiá-lo para essa solução ao adquirir seu produto/serviço.

Além disso, valorize também ferramentas visuais também para aprimorar suas narrativas. Por exemplo, recursos como o carrossel do Instagram são eficazes em convencer seu público a ver a próxima foto do slide. 

De forma similar, você pode produzir conteúdo em vídeo utilizando o mesmo arco: introduzindo o tópico, desenvolvendo sua mensagem  e finalizando com um CTA (call to action) memorável e convincente.

2. Elabore um CTA (Call to action) irresistível 

No final das contas, a redação para vendas somente é boa quando os consumidores realizam alguma ação de engajamento com o seu conteúdo.

Como objetivo maior é vender seu produto/serviço, você deve elaborar um CTA (Call to Action) bem persuasivo e claro e preferencialmente com um verbo no imperativo. Assim, sua sua terá mais chances de encorajar a audiência a realizar alguma ação.

Um banner inserido no decorrer de um artigo para blog com uma chamada para baixar um e-book ou conhecer um produto é um ótimo exemplo de CTA. Eles também podem ser representados por um chamada de "experimente gratuitamente” ou “conheça nossos serviços!” em uma landing page ou página do seu site.

Além disso, um CTA pode contemplar diversas etapas da jornada do cliente. Nesse caso, é importante considerar as seguintes questões:

  • Eu desejo uma base de leads para e-mail marketing?
  • Quero que os clientes comprem um produto?
  • Simplesmente desejo que eles naveguem no site da minha marca?
  • Ou quero apenas um feedback sobre um possível lançamento?

Independentemente do seu objetivo, o importante é tornar os próximos passos do cliente na jornada de compra algo fácil e óbvio de ser decidido. 

  1. Mantenha o consumidor engajado

O terceiro ponto das nossas dicas do copywriting é sobre a importância atrair e cultivar a atenção do seu público por meio de um engajamento eficaz.

Afinal, vivemos em uma economia voltada para chamar a atenção do público, na qual marcas estão constantemente competindo pelo olhar, coração e carteira dos consumidores.

Nesse sentido, qualquer conteúdo que você escrever precisa oferecer algum retorno ao seu cliente. O que inclui:

  • informações pertinentes, educativas e esclarecedoras;
  • uma publicação pouco usual ou que provoque reflexões;
  • algo extremamente relevante para suas necessidades no momento;
  • ou uma publicação leve e interessante.

Além disso, você pode considerar até uma mistura dos exemplos listados acima, mas tenha cuidado para não encher seu conteúdo de informação irrelevante só para ter textos maiores. 

Pois, desse modo, você transmitirá informação desnecessária para seu público e perderá pontos preciosos com ele.

4. Conheça seu público-alvo

Se você sabe para quem está fazendo seu marketing, seu negócio conseguirá fechar mais vendas. Então nosso quarto item de nossas dicas de copy é conhecer as necessidades, dores e desejos de seu público-alvo.

Para isso, será necessário um pouco de pesquisa para obter informações gerais sobre a área de atuação do seu negócio e oferecer ao seus clientes informações relevantes sobre esse o universo de seu interesse ou soluções que podem solucionar seus problemas.

Nesse sentido, a combinação de gráficos e uma boa redação ajuda a construir uma  comunicação efetiva entre marca e audiência. 

Portanto, tire um tempo para descobrir com quem você está falando e qual linguagem é mais adequada para o contato, por exemplo:

  • formal;
  • informal;
  • interativa;
  • ou corporativa?

Lembre-se: a maneira como você interage é extremamente relevante para sua marca e você precisa realizar ações proativas para se antecipar às necessidades do público. É possível realizar isso de algumas formas:

  • Fazendo pesquisa de marketing, como enquetes e entrevistas;
  • Frequentando os mesmos espaços online de seus clientes;
  • Percebendo como eles se comportam e quais são seus hábitos.

Esse estudo é fundamental para desenvolver seu copy para vendas e consolidação da comunicação entre marca e cliente.

  1. Desenvolva títulos criativos e persuasivos 

Os títulos (ou headlines) são os elementos que vão chamar a atenção dos usuários logo de cara. Sendo assim, eles devem despertar interesse com apenas algumas palavras e já transmitir uma ideia concreta do conteúdo para sua audiência.

Essa dica de copy para marketing digital também é válida para subtítulos que dividem a estrutura da publicação, que devem ser coerentes e consistentes com o tema do conteúdo até o fim.

Em outras palavras, esses temas devem ser intimamente relacionados. A criatividade deve ser utilizada, mas não exagere ou faça algo muito abstrato. Você pode aplicar esses conceitos de copy para criar:

Lembre-se: quanto mais estratégico seus títulos forem, mais atenção você terá da sua audiência.

6. Acerte na gramática!

Gramática pode até não ser sua prioridade, mas erros de escrita podem pegar muito mal para sua marca. 

Entretanto, isso não significa que você está proibido de ser informal em algumas ocasiões. Afinal, a depender da persona, jargões e gírias são bem efetivos em algumas situações.

O importante é sempre lembrar o básico de estruturas de sentenças, pontuação e ortografia.

Pois uma redação limpa de erros de gramática mostra aos seus clientes que sua empresa transmite credibilidade e profissionalismo. 

E esses dois fatores são muito importantes para que alguém decida gastar seu suado dinheiro com seus produtos/serviços!

Portanto, tire um tempo para checar duas ou mais vezes seu copywriting, pois isso pode fazer toda a diferença na reputação da sua marca.

  1. Seja específico

Uma abordagem vaga e pouco específica é um grande erro quando falamos de copy para vendas. Afinal, se você está fazendo uma oferta, tenha certeza de que será claro objetivo quanto ao que::

  • está vendendo;
  • quais são as qualidades do produto/serviço;
  • e por que seus clientes devem comprá-lo.

Nesse sentido, tente explicitar ao máximo os detalhes para não deixar seu cliente com dúvidas. A última coisa que você deseja é deixá-los confusos e inseguros quanto fechar negócio, não é mesmo? 

Portanto, foque em sentenças curtas, no uso da voz ativa e aposte em artifícios gráficos, como listas em bullet points. Pode confiar que seu consumidor ficará muito mais confiante!

8. Use a voz ativa em vez da passiva

Como mencionamos mais acima, as nossas dicas de copywriting são voltadas a levar os consumidores a tomarem uma decisão. Nesse sentido, é recomendável escrever na voz ativa em vez da passiva sempre que possível!

Por exemplo, “compre dois itens hoje e ganhe 15% de desconto” é bem mais poderoso do que “15% de desconto para cada dois itens comprados”. Inconscientemente, essa estrutura grava uma mensagem inversa ao conceito na mente do leitor.

Sublinhar o ato de comprar algo é uma ação bem mais vívida do que destacar um desconto. Apesar da diferença sutil, essa é uma ferramenta fundamental para o engajamento de clientes.

9. Venda os benefícios, não as características

Apesar de ser um conceito antigo, sempre vale a pena repetir: quando for vender algo, enfatize os benefícios do produto para o cliente, não suas características gerais

Mostre os detalhes que vão tornar a vida do consumidor melhor, mais simples ou mais divertida.

Por exemplo, imagine que você tenha uma loja de sucos. Em vez de listar as frutas e vegetais de cada suco, você deveria falar a respeito das vitaminas e minerais de cada ingrediente, assim como seus benefícios para a saúde de quem toma.

Lembre-se: seu cliente está sempre interessado no que de positivo as soluções vão trazer para seus problemas! 

10. Desenvolva a personalidade da sua marca

Para encerrar nossas dicas de redação para site, fique atento para que seu copywriting responda aos atributos e características de sua marca. A maneira como seu negócio se expressa deve responder a uma “personalidade” própria, ou seja, pela forma como ela quer ser vista. A isso damos o nome de brand persona.

Nesse sentido, faça alguns questionamentos a si mesmo e com as pessoas que compõem sua empresa sobre que características a marca deve transmitir para o público:

  • ela é formal ou informal?
  • descolada ou séria?
  • mais moderna ou tradicional?

Isso é importante para que a comunicação da empresa tenha um estilo e tom de voz próprios para serem utilizados em todos os seus canais de comunicação.

Lembre-se de que sua audiência provavelmente interage com sua marca em mais de um canal, seja online ou offline.

O modo que você se comunica com eles deve permanecer consistente em todos os pontos de contato. Seria esquisito agir de uma forma informal e engraçada no Instagram, enquanto no site oficial há uma linguagem mais séria e corporativa, certo?

Considerações finais

Enquanto as pessoas ainda são propensas a julgar um livro pela capa, são as palavras no seu interior que realmente contam. O mesmo vale para o marketing. 

Se as palavras que estão no seu conteúdo não respondem às demandas de quem lê, sua audiência provavelmente não avançará na jornada do consumidor para fechar negócio.

E enquanto o aspecto visual é importante, as palavras são ainda mais importantes na retenção da atenção. Elas mantêm seus clientes engajados e os estimulam a  tomar uma decisão importante para sua marca

Seguindo essas dicas de copywriting você aumenta suas chances de alavancar sua presença mesmo nos mais competitivos segmentos. Afinal, desenvolver uma boa redação ajuda na lealdade e fidelização de seu público.

Se você tiver precisando de uma ajudinha para implementar essas dicas de copywriting nos seus conteúdos, a GoDaddy pode te ajudar com uma ferramenta para criação de designs gráficos incríveis

Crie designs profissionais em MINUTOS com esta ferramenta!

Tudo isso sem a necessidade de conhecimentos técnicos na área, pois a própria plataforma oferece uma vasta biblioteca de templates e recursos de personalização para deixar seu conteúdo mais rico. 

Gostou do conteúdo? Maravilha! E se você precisa de uma ferramenta completa e fácil de usar para aplicar seus conhecimentos sobre copywriting, o GoDaddy Studio pode ser a solução que você está procurando! Ele oferece:

  • milhares de modelos já prontos e personalizáveis;
  • criador de logo;
  • seleção de imagens e gráficos;
  • catálogo de fontes.

Tudo isso sem a necessidade de conhecimentos técnicos de design gráfico, pois a plataforma é extremamente simples e intuitiva. Não perca a chance de contar com o GoDaddy Studio para impulsionar sua marca virtualmente!

Comece gratuitamente agora mesmo! Até a próxima!