8 Dicas para Otimizar Páginas de Produtos da sua Loja Virtual

ArtigosCategory
5 min read
Bruna Diniz

Sabia que, tão importante quanto a qualidade das mercadorias que você oferece, é a forma como elas são expostas na vitrine virtual? Afinal, cada detalhe pode deixar a concorrência para trás e, claro, incentivar o poder de compra dos clientes. Dito isso, a grande questão é: o que você faz para otimizar páginas de produtos do seu e-commerce? Informações claras e imagens de qualidade são só a ponta do iceberg. 

Para te ajudar a vender mais no mercado virtual, separamos oito dicas infalíveis. Aproveite! 

As vantagens de otimizar páginas de produtos

Existem diversas razões que justificam a necessidade de otimizar a sua loja na web. A primeira delas é a melhora da experiência do usuário. Quando as páginas carregam rapidamente, mostram todos os detalhes dos produtos e permitem compras de modo simples, a taxa de conversão pode aumentar bastante. 

Outro ponto importante é que os sites de busca dão mais relevância para e-commerces bem estruturados. Ou seja, a sua chance de aparecer no ranking dos motores de busca, aumenta. Mas, afinal, como otimizar páginas de produtos? Veja:

1. Informações claras e objetivas

Você, provavelmente, já entrou em alguma loja física e viu que algumas mercadorias não tinham preços. Mas, ainda que isso aconteça, há a possibilidade de perguntar o valor para um vendedor. 

Agora imagina quando isso acontece no e-commerce. O usuário não tem como, naquela hora exata, questionar alguém. O resultado, muitas vezes, é o abandono da página. Então, para evitar esse problema, tenha sempre informações claras e objetivas a respeito de tudo, ou seja: preço, tamanho, cor, material de confecção, modo de uso, etc. 

2. Layout leve e agradável

O design da sua loja virtual como um todo também conta bastante na otimização. Por isso, prefira um layout fácil de navegar e que, além disso, não atrapalhe no tempo de carregamento das páginas. 

Use cores que tenham a ver com a sua marca, mas sem camuflar nenhuma informação. Vale o cuidado, ainda, com a forma de exibição dos produtos. A paginação ou o scroll infinito são algumas das possibilidades mais comuns, realize testes A/B para saber qual é a melhor para o seu caso. 

3. Filtros

Os filtros são elementos essenciais para que os clientes possam encontrar tudo o que precisam. Se a sua loja on-line for de moda feminina, por exemplo, vale a pena ter a opção de selecionar roupas por:

 tamanho;

  • cor;
  • estilo;
  • tipo de tecido;
  • preço; 
  • entre outros. 

4. Conteúdo

Quando falamos de otimizar páginas de produtos, a criação de conteúdo tem um papel primordial. Isso quer dizer que, além de colocar informações mais técnicas sobre os artigos de venda, você também pode criar textos que contem os detalhes da fabricação das mercadorias, como combinar roupas e calçados. 

Ou, ainda, se a sua loja virtual vende produtos de outras marcas, que tal falar um pouco sobre os principais fatores ou sucessos dos fabricantes? Pense no que pode despertar atenção e melhorar a experiência dos usuários

Nunca é demais lembrar que os sites de busca também pontuam mais e-commerces que tenham conteúdos originais, relevantes e, claro, de acordo com as regras de ortografia e gramática. Antes de produzir os textos, faça um estudo de palavras-chave interessantes para o seu nicho. 

5. Imagens de qualidade

Para a venda de qualquer tipo de produto, as imagens são fundamentais. Utilize fotos nítidas e que não desfoquem ao dar zoom. Cuidado com o tamanho das imagens também, elas devem ter resolução em torno de 600 x 600 a 1200 x 1200. Salvá-las com nomes que tenham as palavras-chave também ajuda muito. Por exemplo: sandalia-feminina-nomedomodelo-nomedamarca.

6. Responsividade

Otimizar páginas de produtos também tem a ver com responsividade. Esse termo quer dizer que o e-commerce possui uma versão eficiente para celulares, tablets, etc. Para isso, fique atento, principalmente, ao tamanho de imagens e botões. 

Além disso, o tempo de carregamento das páginas de mercadorias também precisa ser avaliado a todo tempo. De acordo com o Google, o ideal é que o tempo não ultrapasse dois segundos. 

7. Cross-sell

Você já ouviu falar sobre cross-sell? O termo significa o oferecimento de outros produtos que tenham a ver com a intenção de compra dos clientes. Por exemplo, vamos supor que um usuário esteja na página de um calçado. Faz todo sentido mostrar, na parte debaixo, kits com meias. Isso melhora a experiência de compra e ainda te ajuda a vender mais. 

8. Compra com poucos cliques

No mundo virtual, definitivamente, tempo é dinheiro. Sendo assim, não crie muitas barreiras para as compras. O ideal é que que a jornada seja concluída com o menor número de cliques possível. Além disso, para a página de checkout, vale a pena usar preenchimento automático de endereço quando a pessoa coloca o número do CEP. Como dito no início, cada detalhe faz muita diferença. 

Não esqueça, ainda, de abrir canais de atendimento para que os clientes possam tirar dúvidas ou enviar sugestões. 

Gostou deste artigo? Então, continue navegando aqui pelo blog e descubra outras dicas essenciais para sua loja virtual. Além disso, conheça as soluções digitais da GoDaddy