Manual da marca: qual a importância de ter um e como construir?

ArtigosCategoria
Tempo de leitura:11 min
Rafael dos Santos Munhos

A identidade visual de uma empresa é um dos pontos mais importantes para o marketing e a publicidade. Atualmente, a evolução da presença digital exige uma aplicação eficiente dessa identidade em vários layouts. Por isso, o manual da marca é um documento que deve ser seguido corretamente. 

Ao respeitar sua identidade visual, você permite que a empresa seja reconhecida quando exposta ao público. Nesse sentido, diversos elementos estipulados como padrão devem ser incluídos para divulgar um produto ou serviço, sendo fundamental atentar para as cores, do logotipo e a tipografia, entre outros detalhes que garantem a eficácia dessa comunicação. 

Ao longo deste artigo, vamos explicar detalhadamente o que é um manual da marca, além de mostrar exemplos e indicar como criá-lo corretamente. Você aprenderá tudo sobre este assunto seguindo os tópicos abaixo. Confira!

  • O que é um manual da marca?
  • Qual a importância do manual de marca?
  • Quais são os tipos de marcas?
  • Como fazer um manual da marca?
  • O que se deve evitar em um manual de marca? 

Siga conosco para conferir as respostas para essas e outras perguntas sobre o manual de identidade da marca!

O que é um manual de uso da marca?

Manual da marca é um documento que oferece uma série de dados sobre como os elementos visuais de uma empresa devem ser utilizados, seja no branding ou em campanhas de marketing e publicidade. 

Esse arquivo deve ser pesquisado durante a construção de uma peça, um vídeo ou layouts de design gráfico, a fim de nortear os designers sobre as regras a serem seguidas. Isso inclui as cores, o modo de colocar o logotipo, a tipografia e outros detalhes. 

O manual da marca tem como base a criação da identidade de marca. Afinal, toda marca tem seu próprio estilo, o que está relacionado ao segmento da empresa, ao público-alvo, à missão, aos valores e, também, ao que se vende. 

A partir disso, é possível projetar a identidade da empresa, principalmente no marketing e na publicidade. Em contrapartida, deve-se considerar que, para a aplicação da identidade visual, deve-se respeitar o manual da marca, pois é um documento técnico que orienta sobre como usar cada elemento visual. 

Qual a importância do manual de marca?

O manual de marca, como falamos acima, é um documento com orientações para a criação de materiais de comunicação da sua empresa. É ele quem aponta quais são as cores, fontes, símbolos e outros critérios que se referem à identidade visual de um negócio. 

A primeira vantagem desse material é a economia de tempo e investimento. Imagine encomendar uma grande quantidade de cartões de visita e, depois de prontos, perceber que a cor do logotipo está diferente. 

É para isso que esse manual existe: facilitar o reconhecimento dos padrões da comunicação visual de uma empresa. 

Além disso, outros benefícios de ter esse material são:

  • comunicação mais clara e eficaz com seu público-alvo: o manual fará com que o designer, programador ou até mesmo a equipe de marketing saiba quais elementos usar para se comunicar com seus clientes; 
  • aplicação correta e padronização da identidade visual da marca: todos os detalhes de cores, medidas, materiais de impressão etc. ficam definidos, facilitando a divulgação e a aplicação de tudo que leva a marca, como as embalagens;
  • terceirização de campanhas: se a empresa está em crescimento, é possível que chegue um momento em que você passará a elaboração de campanhas de marketing para parceiros. Se esse for o caso, o compartilhamento do manual de marca será obrigatório.

Tipos de marcas

Quando se constrói uma marca, a tendência é querer usá-la em qualquer material. Mas saiba que nem sempre ela funciona bem com o logotipo oficial da sua empresa. Portanto, recorrer a alternativas de uso é uma boa saída. 

Nesse sentido, entram alguns tipos de marcas que você deve considerar:

  • marca negativa: quando a marca é usada com “espaço negativo”, ou seja, sem cor, representada pelo branco. Ela serve para materiais escuros, uma vez que as cores normais prejudicam a sua identidade ou o próprio material; 
  • marca positiva: ao contrário da negativa, ela é posta toda em preto. É útil em materiais com tons claros ou com uso de apenas uma cor;
  • monocromática: quando sua marca é utilizada com apenas uma cor. É importante pensar em todas as possibilidades e deixar ciente aquelas cores proibidas, como no caso daquelas usadas pela concorrência;
  • dimensionamento: quando o logotipo tiver elementos (como a tipografia ou certos recursos gráficos), é necessário explicar a ordem e o padrão de distanciamento de cada um dentro da construção;
  • outras aplicações: fundos complexos, como fotos, podem atrapalhar a identidade. Nessas horas, o ideal é recorrer aos traços ao redor da marca ou optar por caixas brancas no entorno do logotipo. 

Aliás, é vital apontar aquelas situações em que a aplicação da marca será proibida. O traçado ao redor, por exemplo, é raramente usado. Diferentes cores ao mesmo tempo também não são recomendadas. 

Como fazer um manual da marca?

A elaboração do manual para marca é uma etapa tão importante quanto as orientações. Afinal, qualquer falta de informação induz a um material diferente do esperado. 

Por exemplo, caso não estejam especificadas as dimensões exatas das fotos dos produtos da sua loja online, elas ficam distorcidas, grandes ou pequenas demais. Isso prejudica a reputação da marca, como também afasta os compradores. 

Quais são as etapas do manual de marca? O que deve ter?

Se você está se perguntando como fazer ou o que deve ter no manual de identidade visual, vale considerar os seguintes pontos:

  • dados e apresentação da empresa;
  • história da marca;
  • assinatura da empresa;
  • identidade fotográfica;
  • proporção e tamanho dos elementos;
  • aplicação do logotipo.

Logo adiante, veja mais detalhes sobre cada etapa da criação do manual da marca. 

Dados e apresentação da empresa

Nas primeiras páginas do manual, é interessante que sejam incluídos:

  • nome fantasia;
  • razão social;
  • CNPJ;
  • site;
  • e-mail e telefone para contato;
  • nome e contato dos responsáveis das áreas mais importantes.

História da marca 

Procure incluir toda a história da marca e visão estratégica, além de como ela deseja se comunicar com seu público e ser vista no mercado. 

O conceito da marca também deve estar presente no seu manual. Por isso, explique a importância do logotipo, porque as cores escolhidas são de tal jeito etc.

Assinatura da empresa

Para que a assinatura da empresa, ou da marca, seja sempre aplicada da mesma forma, defina os seguintes aspectos:

  • tipografia: fontes principais e secundárias que não podem ser alteradas, negrito e tamanho da fonte;
  • versão da marca: para dar mais liberdade para os designers criarem em cima da identidade visual da empresa;
  • cores: a paleta não pode sofrer alterações, no máximo, alguns tons ajustados e, preferencialmente, com códigos CMYK e RGB de cada cor informados;
  • aplicação em fundos: como deve ser o logotipo, caso seja colocado em fundos de cores diversas, em negativo e em cima de outras imagens;
  • elementos adicionais, como texturas. 

Identidade fotográfica 

A identidade fotográfica é crucial, não somente para os e-commerces que utilizam fotos, mas também para compor a identidade visual de outros negócios. 

Em algumas campanhas de publicidade, são aceitas apenas imagens novas, e não de um banco de fotos. Sendo assim, é importante orientar exatamente sobre o estilo dessas fotos, como:

  • cores;
  • tipos e níveis de edição;
  • cenários;
  • perfil de modelos, se esse for o caso; 
  • e assim por diante. 

Proporção e tamanho dos elementos

No caso de logotipo, que pode ser incluído em sites, embalagens etc., é preciso inserir a malha construtiva e a redução mínima no manual de marca. Isso significa indicar a proporção e a medida dos elementos para que algo não fique ilegível.

Aplicação do logotipo

Onde o logotipo da marca será colocado? Se você já tiver essa resposta, inclua exemplos no manual de marca para facilitar o entendimento do responsável pela inserção do logo em materiais, como:

  • sacolas;
  • uniformes de funcionários;
  • papel timbrado;
  • brindes;
  • adesivos;
  • e outros. 

Leia também: Veja como criar uma loja virtual em poucos passos

O que se deve evitar em um manual de marca? 

Duas ações que você deve evitar durante a construção do seu manual de marca são:

  • cores demasiadas que não correspondem ao conceito da empresa ou do produto;
  • mudar elementos ou alterar proporções após definidos.

Esses direcionamentos são muito úteis para evitar desgastes da equipe e rejeição dos clientes. 

Como adotar o manual de marca no e-commerce? 2 dicas

Para complementar, veja essas dicas práticas para aplicar o manual da marca na sua loja virtual:

1. Use cores e ícones para reforçar a identidade da marca

É importante incluir paleta de cores do seu e-commerce no layout do site, nos e-mails personalizados e até mesmo nas publicações das redes sociais. Vale ressaltar que as cores são fundamentais para a navegação do site, principalmente quando se recomenda produtos com desconto, frete grátis etc. 

Além disso, os ícones são ótimos para direcionar o cliente para finalizar a compra, entrar em contato com o suporte da loja etc. 

2. Estabeleça uma hierarquia das informações 

As cores e fontes informadas no manual da marca também servirão para reforçar a hierarquia das informações e os campos do seu site, favorecendo a navegação do usuário. 

Outros pontos para atentar-se na arquitetura do seu site em relação ao texto:

  • a primeira informação que aparecer na página deve descrever o site em poucas palavras e estar próxima ao logo, técnicas que chamamos de Title e Description;
  • parágrafo curto abaixo do primeiro texto. Se deseja chamar a atenção para alguma promoção, por exemplo, use cores vivas e chamativas nesse texto;
  • para a descrição de algum produto, por exemplo, inclua a função “Leia Mais” ou “Saiba Mais”. 

Exemplos de manual da marca 

Toda empresa preocupada com a própria imagem constrói um manual de marca detalhado e de fácil compreensão. Nessa linha, tenha indicações relacionadas à maneira de produzir campanhas e layouts, o que demonstra maior precisão na produção dos trabalhos. 

Como praticamente tudo é influenciado pelo manual de estilo da empresa, as grandes companhias criam os seus com maior nível de precisão, e, em diversas ocasiões, esses documentos são publicados. 

Para você se inspirar, separamos alguns exemplos importantes de manual de marca. Confira!

Coca-Cola

Quando o assunto é identidade visual, a Coca-Cola é um dos principais cases a serem citados. Confira o manual de marca dela e perceba como a empresa funciona, desde a criação de valores até o entendimento final sobre sua marca. 

Netflix

A empresa tem um padrão voice brand, ou seja, pensa em como a marca vai se relacionar com todos os seus canais de contato com o público. Ela usa seu Music Brand para fixar sua marca. A propósito, quem não lembra da Netflix ao ouvir o “tudum” no início de cada filme original da plataforma? 

O streaming possui um site de branding só para explicar essas questões.

Spotify

O Spotify, gigante do streaming musical, disponibiliza algumas informações mais básicas de uso de sua marca e até mesmo de seu conteúdo.

Bônus: Oi e PayPal

Quer mais alguns exemplos de manual de marca? Saiba como funcionam a Oi e o PayPal

Tenha em mente que toda marca que se preze deve criar padrões e respeitá-los. O manual de marca é fundamental e deve ser sempre a base de qualquer campanha para outras empresas. 

Onde achar as melhores ferramentas para marketing digital?

Agora que você sabe tudo sobre manual de identidade visual, já pensou em ter uma ferramenta que reúne tudo o que você precisa para turbinar sua marca em diversos canais? 

O Pacote de Marketing Digital da GoDaddy lista todas as funcionalidades em um único ambiente. Tal solução oferece recursos completos para e-mail marketing, social media e otimização SEO, além de agilizar a criação de sites e publicações.

Comece gratuitamente agora mesmo e fortaleça sua presença digital em todas as frentes possíveis!

Este artigo foi útil para você? 

Se você está começando um e-commerce ou já tem um e quer ter mais dicas técnicas do que fazer para melhorar seu desempenho, continue acompanhando o blog da GoDaddy!

Produtos Utilizados

Loja OnlineSaiba mais