4 tipos de ameaças virtuais: descubra como se proteger delas!

ArtigosCategory
6 min read
Rafael Queiroz Bastos

Criou um site próprio para seu negócio? Tão importante quanto pensar no layout e na estratégia de divulgação, vale a pena analisar quais pontos de segurança estão mais vulneráveis às ameaças virtuais para consertá-los em tempo. 

A internet tem inúmeras armadilhas tanto para os computadores pessoais de usuários, quanto para os domínios de sites, não importa o tamanho ou o tipo.

E a coisa começa a ganhar proporções maiores quando vemos que a internet está cada vez mais voltada para negócios digitais, que tem seus sites como as casas virtuais da marca.

Dessa forma, qualquer problema de segurança pode significar também um impacto na credibilidade da empresa e na relação com seus consumidores. Em casos mais extremos, esse é o ponto final na vida de uma marca.

Para que você entenda melhor do que estamos falando e saiba como proteger seu site, preparamos esse conteúdo para abordar quatro tipos de ameaças virtuais que podem colocar a segurança em risco.

Vem com a gente! 

Quais são os tipos de ameaças virtuais?

Separamos quatro tipos de ataques cibernéticos que podem deixar tanto um site quanto seus usuários vulneráveis a ações de hackers ou arquivos maliciosos:

  1. ataque a dados e informações do site;
  2. ataque a dados dos usuários;
  3. malwares;
  4. DDoS (Negação distribuída de serviço).

Além disso, vamos te explicar como proteger um site dessas ameaças virtuais. Confira!

1. Ataque a dados e informações do site

Caso você não saiba, todo e qualquer site ativo na internet precisa contratar um plano de hospedagem para funcionar. Esse plano é o que vai garantir que os dados e arquivos de um site sejam armazenados em um servidor de rede e, assim, publicado na internet.

Nesse processo, há transferência de dados quando algo é publicado ou armazenado e, também, todas vez que algum usuário navega em uma página do site.

Caso essas informações não estejam devidamente protegidas, elas estarão vulneráveis a ataques de hackers. 

Mas, afinal, como proteger os dados do site desses ataques virtuais?

Uma solução simples e extremamente acessível para isso é um Certificado SSL (Secure Sockets Layer). Ele age para criptografar qualquer tipo de transferência de informações e dados com o servidor do site, garantindo assim a proteção contra hackers.

Caso você contrate um serviço de hospedagem da GoDaddy, não importa se o mais simples ou mais complexo, ele virá com um Certificado SSL já integrado para garantir a proteção criptográfica dos dados.

Entenda melhor como funciona um plano de hospedagem e a importância dele para a segurança e performance de um site:

2. Ataques a dados dos usuários

Imagine como pode “pegar mal” para a credibilidade do seu site caso os dados dos usuários estejam vulneráveis a ataques de hackers? Isso pode representar um mancha (praticamente incontornável) na reputação do seu negócio digital, além da não conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

A boa notícia é que é possível lidar com esse problema facilmente e da mesma forma como explicamos a proteção dos dados de um site no tópico acima: por meio do Certificado SSL!

O mais interessante é que, quando um site tem o Certificado SSL integrado, isso já fica visível ao usuário na barra de navegação.

Como? A letra “S” é inserida após a sigla HTTP. Portanto, o usuário verá a sigla HTTPS na URL do site. Em outros casos, a presença do certificado é explícita com o desenho de um cadeado.

Isso é excelente para a promoção do site, pois demonstra que ele está atualizado com os padrões básicos de segurança contra ameaças virtuais. 

Assim, os usuários podem fazer o cadastro de dados e senhas sem a preocupação de que eles possam estar expostos a hackers.

3. DDoS (Negação Distribuída de Serviço)

Um dos modelos mais famosos de ameaças virtuais é o DDoS (Distributed Denial of Service ou Negação Distribuída de Serviço). Mas como ele funciona? 

Criminosos utilizam “botnets”, que geralmente são redes de dispositivos já infectados, para congestionar o acesso de um site.

Esse congestionamento de acessos maliciosos sobrecarrega o servidor e impede que usuários legítimos consigam navegar pelo site.

E como se proteger desse ataque cibernético? Por meio de um CDN (Rede de Distribuição de Conteúdo). 

Esse mecanismo armazena informações do site em servidores em nuvem e libera o acesso para usuários que sejam confiáveis, de acordo com os padrões de análise.

Dessa maneira, ele consegue desafogar o tráfego do site e mantê-lo ainda acessível para os usuários legítimos.

4. Malwares

Sem a proteção adequada, os sites estão vulneráveis a entradas de malwares e outros arquivos maliciosos em seus servidores. Mas como se proteger desses tipos de ataques cibernéticos?

Isso pode ser feito por meio de um firewall! Esse mecanismo funciona como um porteiro de um prédio. Ele monitora e barra a entrada de dados e arquivos potenciais maliciosos, protegendo assim o site de ser infectado.

Esse controle é feito a partir de uma padronização de ações do firewall realizada por uma equipe de Tecnologia da Informação (TI).

Para combater essas ameaças virtuais, você pode contratar algum dos planos de segurança de sites da GoDaddy. Aliás, o Plano Avançado conta com firewall e muito mais:

  • programa de limpeza e varredura para aumentar o desempenho do site;
  • proteção DDoS e aumento da velocidade da Rede de Entrega de Conteúdo (CDN);
  • backup diário e seguro a partir de 25GB de arquivos;
  • certificado SSL DV no firewall.

Não perca mais tempo! Proteja seu site de todos os tipos de ameaças virtuais e fique livre para fazer seu negócio prosperar no mundo digital!