Entenda o que é cache e por que esse banco de dados é importante!

ArtigosCategoria
Tempo de leitura:7 min
Bruna Diniz

Você já parou pra pensar como funcionam computadores e dispositivos móveis quando acessamos páginas virtuais e aplicativos? Dentre as várias ferramentas e conceitos importantes nesses processos, existem alguns que merecem um estudo especial. Por exemplo, você sabe o que é cache?

Os processos por trás da computação são cheios de tecnologia que impressionam e, ao mesmo tempo, ensinam. É sobre uma dessas grandes estruturas digitais que falaremos neste artigo. Descubra o que é cache, para que serve e como age em computadores e smartphones! 

O que é cache?

O cache ou memória cache é uma espécie de biblioteca que existe dentro de computadores e dispositivos móveis. Ele funciona para guardar dados, informações e processos temporários acessados com frequência. 

O cache pode ser tanto de aplicativos quanto de navegador. 

Primeiramente, o que é cache de navegador?

Ele é um conjunto de informações estáticas de um site já visitado que ficam armazenados no navegador, como o Chrome, Opera, Mozilla, dentre outros. Esse armazenamento é feito para otimizar a navegação no site, pois quando as informações estão salvas no banco de dados do cache, o tempo de carregamento das páginas é mais rápido.

E o que é cache no celular? Para que serve o cache dos aplicativos? 

O processo é basicamente o mesmo! Só que nesse caso, o cache no celular são os dados de navegação no navegador ou nos apps instalados no celular.

Eles possuem a mesma função do cache de navegador, que é otimizar o carregamento de páginas da internet e apps.

O funcionamento da memória RAM

Entendeu o que é memória de cache? Maravilha! Mas você sabe qual a relação desse banco de dados com a memória RAM dos dispositivos?

A memória RAM (Random Access Memory, traduzida como Memória de Acesso Aleatório) é um dos principais componentes de computadores e celulares. Ela tem o papel de interpretar os comandos feitos e responder fornecendo dados que o usuário necessita. 

No computador, por exemplo, a RAM entende uma solicitação do processador, procura o dado necessário no HD e envia para o processador.  

O que acontece é que essa atividade tem um funcionamento descompassado, pois o processador interpreta comandos rapidamente e, ao mesmo tempo, a memória RAM demora para enviar os dados guardados. 

A falta de sincronia acaba causando lentidão e até travamento enquanto você navega por páginas on-line ou utiliza aplicativos. Como solução, então, foi criada a memória cache. 

Para que serve a memória cache?

Para responder essa pergunta mais detalhadamente, vamos usar dois exemplos. O primeiro é sobre computadores. Vamos supor que, neste exato momento, você queira acessar uma loja on-line de roupas que costuma visitar sempre. 

Para atender a sua necessidade, o processador vai recorrer ao cache que já tem guardada toda a estrutura da página virtual. Assim, pode enviar tudo de volta ao processador rapidamente, ao invés de precisar recorrer à memória RAM que faz a varredura no HD e, como dissemos, leva mais tempo. 

O segundo caso é sobre o uso de aplicativos em smartphones. Os apps de streaming de música, por exemplo, também dependem do funcionamento da memória cache. Funciona da seguinte forma: as músicas que você ouve com frequência ficam salvas no cache, assim, toda vez que você quer ouvi-las novamente, o aplicativo entende e executa o comando mais rapidamente por meio do cache. 

Resumidamente, o cache é uma biblioteca que fornece dados rapidamente para que computadores e demais dispositivos possam funcionar perfeitamente, sem demora e tempo ocioso. 

Níveis da memória cache

Agora que você já sabe o que é cache e como funciona, podemos falar sobre os níveis desse tipo de tecnologia. A memória cache é dividida em três categorias (level): L1, L2 e L3. Essa classificação corresponde à distância em relação à memória RAM. 

Dessa forma, L1 fica muito próximo, L2 mais ou menos perto e L3 fica distante. Quando o processador faz uma solicitação, o cache vai buscar os dados nessa ordem crescente e, caso não encontre, vai pedir para a memória RAM. Com isso, fica evidente que, quanto mais próximos os dados estiverem no cache, mais veloz é a resposta do processador. 

É por tudo isso que, na hora de criar o seu site, é muito importante avaliar as capacidades de hospedagem, pois o funcionamento do cache depende disso. Se você optar pelas melhores hospedagens, sem dúvidas, garantirá que os usuários da sua página on-line possam acessar tudo com mais facilidade e rapidez. 

Vale lembrar também que o tempo de carregamento dos sites é um dos fatores de rankeamento nas páginas de busca. Então, todo o cuidado é fundamental! 

O que é limpar cache?

Você provavelmente já deve ter ouvido que o cache do dispositivo que você está usando precisa ser limpo para melhorar a performance de navegação, não é mesmo? Se você pesquisou isso no Google, por exemplo, com certeza essa foi uma das dicas que você encontrou.

Mas o que é “limpar cache”? Com o passar do tempo, apps de celular ou páginas da internet armazenam muitos dados e informações que podem gerar erros ou atrasar o tempo de carregamento de páginas. Nesse sentido, a limpeza do cache é aconselhada para aprimorar a performance de navegação nesses espaços.

Essas informações parecem contraditórias, não é mesmo? Por que se os caches são bancos de dados para otimizar a navegação, por que eles deixam o computador ou smartphone mais lentos?

Isso acontece porque os dados armazenados são arquivos temporários que ocupam espaço no computador e dispositivos móveis. Isso é, no médio e longo prazo, eles tendem a sobrecarregar esses dispositivos. 

Por isso eles devem ser renovados com uma limpeza de cache periódica para que só as informações mais relevantes e atualizadas fiquem salvas e, assim, a performance de carregamento não seja prejudicada.

Limpar o cache apaga os dados dos aparelhos?

Pois é, o “armazenamento cheio” no seu celular ou computador acaba comprometendo algumas funções desses dispositivos e gera lentidão de navegação 

Para evitar esse problema, de vez em quando, você pode solicitar a limpeza na memória cache, o que não significa apagar os dados da memória do seu smartphone. Mas, vale lembrar que também existem outras maneiras de poupar espaço nos aparelhos. 

É possível, como exemplo, guardar fotos, vídeos, contatos e mais na nuvem por meio dos serviços de backup do Google ou da hospedagem do Dropbox. E, se você usa o app do WhatsApp, é aconselhável desativar a função de download de arquivos automaticamente. 

Entender o que é dados de cache é importante, principalmente, para os usuários que consomem conteúdos de navegadores e aplicativos. Entretanto, essa não é a única forma de obter aprimoramento da performance na navegação de um site.

Um bom passo para isso, na verdade, depende do plano de hospedagem para sites que o administrador do site escolhe para seu portal. Ao escolher um plano de qualidade, o site ganha em estabilidade, velocidade e segurança para que os usuários possam navegar sem maiores problemas.

Conheça os planos de hospedagem da GoDaddy e saiba qual melhor se encaixa com o site que você deseja criar!

Aproveite todas as dicas sobre o que é cache de conteúdo, como funciona e como usá-lo da melhor forma para otimizar suas atividades diárias! Confira ainda outras dicas sobre tecnologia aqui pelo blog GoDaddy!